13 de fev de 2003

MAIS CALAZANS



Em sua coluna de segunda-feira, 10 de fevereiro, o Sr. Calazans indagava-se, com essa ironia refinada cujo domínio até hoje só alcançaram ele e o inglês Oscar Wilde, quando seria a estréia de Lopes pelo Flamengo (Lopes jogara uma partida apagadíssima no domingo, contra o Fluminense). O próprio Sr. Calazans respondia à pergunta com uma suposição: "Quem sabe quer estrear junto com Fernando Baiano".

Fernando Baiano (foto) já vinha jogando pelo Flamengo há alguns jogos e, salvo engano, já tinha até feito gol.

Ontem Fernando Baiano jogou uma partida estupenda, contra o Bangu. Fez os dois gols do jogo, um após linda tabelinha com Fábio Baiano. Segundo O Globo -- o mesmíssimo O Globo onde o Sr. Calazans publica suas sandices --, foram "dois bonitos gols e jogadas de centroavante inteligente". Ah, sim, e deram-lhe a nota mais alta do time, um respeitabilíssimo 8,5.

É claro que todo o mundo está sujeito a ter a língua queimada, exatamente como o Sr. Calazans. O problema é que esse paradigma da responsabilidade jornalística nunca dá o braço a torcer, nunca reconhece o erro, nunca pede desculpas a quem possa ter ofendido injustamente com seus palpites azedos. Opiniões dele acerca do Felipão vêm à mente.

Em todo o caso, fica o registro: Oswaldo Tinhorão está esperando que o Sr. Calazans reconheça que errou.


Nenhum comentário: